Conforto emocional

Eu nasci dia 24, em agosto, há mais de três décadas. Sempre escrevi diários. O primeiro nem tenho recordação exata, talvez com oito anos. Então, a partir dos nove, comecei a levar à sério; registrava sequência de dias, brincadeiras, amigos, histórias de escola, dos vizinhos. Foi assim até os treze. Entre canetas coloridas e páginas numeradas pela data, por ano, com colagem de papel de bala, embalagem de picolé que eu gostava, adesivos fofos. Não foi difícil notar, era preciso que acontecesse algo fora do comum para o texto ficar bom. Um dia briguei com minha mãe e rasguei tudo. Acredito que devo ter escrito sobre algo que envolvia beijo na boca.

trecho do diário emocional, dezembro 2015.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s