no espelho do tempo

A Roberto Matta, in memoriam

arte, palavras, ar, amor

a que mais pode um homem aspirar?

asas translúcidas azuladas

sonhos que tecem um novo tempo
um voo de seres luminosos, flutuantes

 

a essência do amor:

aquilo que verdadeiramente amas

permanecerá doce e eterno na lembrança

Cristiane Grando, do livro “Caminantes”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s